Cultura: Google adiciona conteúdo do Rio à sua plataforma de arte e cultura

A plataforma Google Arts & Culture (Android, iOS), que reúne conteúdo artístico e cultural do mundo inteiro, adicionou esta semana uma série de conteúdos sobre a cultura, a história e as artes do Rio de Janeiro. Ao todo, foram incluídas mais de 3 mil imagens distribuídas em 43 exposições virtuais, que podem ser vistas através do app ou do site. A iniciativa é fruto de uma parceria entre o Instituto Cultural do Google e instituições culturais cariocas, prefeitura do Rio e artistas locais, a saber: Santuário Cristo Redentor, Museu do Amanhã, Instituto Moreira Salles, MAM Rio, Secretaria de Conservação do Rio, Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Instituto Elifas Andreato e o cartunista Ziraldo. Foram incluídos também tours virtuais, com imagens em 360 graus de pontos turísticos da cidade, como o Cristo Redentor, o Museu do Amanhã e o Theatro Municipal do Rio de Janeiro, dentre outros.

As imagens de obras de arte presentes na Google Arts & Culture são feitas com câmeras especiais de altíssima resolução, permitindo a aproximação do olhar a ponto de revelar detalhes que seriam imperceptíveis mesmo a olho nu.

“A missão do Google é organizar a informação do planeta e torná-la acessível à população. Isso se aplica também à cultura”, disse Fábio Coelho, presidente do Google no Brasil, durante cerimônia de anúncio da iniciativa, nesta sexta-feira, 29, no Rio de Janeiro.

O Instituto Cultural do Google foi fundado cinco anos atrás. Hoje conta com cerca de 1,1 mil parceiros de mais de 70 países. No Brasil, são 29. Em seu acervo global, a plataforma reúne há 2,2 mil exposições que somam mais de 6,4 milhões de itens.

Favelas

Na semana que vem, entrará na plataforma também passeios virtuais e exposições sobre a história e a cultura em favelas do Rio de Janeiro. A iniciativa, batizada de “Além do mapa”, é a extensão do projeto “Tá no mapa”, que ao longo dos últimos dois anos ajudou a mapear 26 comunidades cariocas, incluindo suas ruas no Google Maps, com a ajuda da ONG AfroReggae.

Cultura: Google adiciona conteúdo do Rio à sua plataforma de arte e cultura