Startup usa machine learning para portar legados para ambientes móveis

Existem muitos serviços corporativos antigos que, se rodassem em smartphones e tablets, seriam capazes de agregar muito valor a rotinas corporativas. Porém, migrar os legados para ambientes móveis não é uma tarefa simples. E é justamente nesse ponto que entra a PowWow Mobile.

A startup lançou o SmartUX, uma plataforma que se aproveita de recursos de aprendizado de máquina para ajudar empresas no processos de transformar sistemas velhos em versões móveis otimizadas sem a necessidade de ter que reescrever códigos.

A empresa promete, ainda, que consegue fazer isso em pouco tempo de trabalho, em menos de dez dias, e por um custo 70% mais baixo do que se fosse necessário desenvolver uma ferramenta semelhante.

O core da ferramenta é o SmartUX Studio. Utilizando elementos de machine learning, ele permite desmembrar o sistema legado em componentes fundamentais e listar esses recursos em um menu drag-and-drop menu.

A solução também transforma esses componentes em versões adaptáveis a dispositivos móveis enquanto preserva todas regras de negócio estabelecidas. Os usuários também podem selecionar itens para montar a versão mobile do sistema original. 

Além dos recursos originais do legado, o SmartUX Studio possibilita adicionar recursos móveis comuns no sistema portado, como alertas e notificações, funcionalidades de câmera, mapas, segurança biométrica e capacidades de comunicação por aproximação (NFC).

A ferramenta da PowWow é compatível com iOS, Android e/ou HTML5, e pode ser rodada tanto em um data center próprio quanto em nuvem. Outra vantagem é que traz a possibilidade de entrega desses sistemas portados para ambientes móveis por meio de app stores, com atualizações automáticas.

Startup usa machine learning para portar legados para ambientes móveis