Cidades conectadas: Prefeitura do Rio vai monitorar redes sociais durante 44 eventos pré-Olimpíadas

O Centro de Operações do Rio de Janeiro (COR) vai monitorar as redes sociais para identificar eventuais problemas de ordem pública (trânsito, limpeza, segurança etc) durante a realização de 44 eventos esportivos que acontecem antes das Olimpíadas de 2016, começando pela Liga Mundial de Vôlei, cujas finais acontecem no próximo fim de semana na cidade. Para tanto, o COR firmou parceria para uso da tecnologia da Geofeedia, que permite monitorar as redes sociais por áreas geográficas, em tempo real.

Os técnicos do COR definirão palavras-chave e receberão alertas sempre que estas aparecerem em publicações no Facebook, Twitter, Instagram, Flickr, YouTube e Picasa, dentre outras redes, durante a realização do evento esportivo e somente em uma área geográfica pré-determinada, em volta do local. São cerca de 1 mil palavras-chave, incluindo variações com erros de ortografia, para não deixar escapar nada. Os técnicos acompanham em um mural, em tempo real, tudo que é postado no local com aquelas palavras e podem identificar eventuais problemas para, então, abrir ocorrências, solicitando uma ação do órgão competente.

Uma primeira experiência com a solução da Geofeedia foi feita na última passagem de ano, quando o COR monitorou as redes sociais em sete áreas onde ocorriam festas ao ar livre (três em Copacabana e mais Barra da Tijuca, Flamengo, Sepetiba e Piscinão de Ramos). “Durante o reveillon teve uma chuva forte na Zona Norte que ocasionou um blackout na Tijuca. Em tempo real, reconfiguramos a ferramenta para capturar posts naquele bairro. Descobrimos então que havia caído uma árvore em cima de alguns fios da Light (concessionária de energia do Rio), o que gerou a falta de luz. Sabíamos exatamente onde havia acontecido e pudemos ativar a gerência certa para cuidar do problema”, relata George Soares, um dos técnicos do COR encarregado de monitorar as redes sociais.

Chuvas

O COR também integrou o monitoramento de redes sociais às informações coletadas por 32 pluviômetros da prefeitura, conectados via fibra e 3G. Quando começa a chover em áreas que costumam ficar alagadas, o monitoramento é iniciado. O processo começou há poucos meses. “Estamos fazendo pequenos ajustes sobre intensidade de chuva, raio de atuação dos pluviômetros e semântica das postagens”, comenta Soares.

Forum Mobile+

George Soares, do COR, e Ivan de Souza, da Exponential, empresa que representa a Geofeedia no Brasil, vão participar do painel “Cidades conectadas: soluções móveis para melhorar a vida nas grandes metrópoles”, que acontecerá no dia 23 de setembro, no WTC, em São Paulo, durante o dia dedicado a Internet das Coisas (IoT) do Forum Mobile+, evento que este ano chega à sua oitava edição. O Forum Mobile+ é organizado pela Converge Comunicações e promovido por MOBILE TIME, TELETIME e TI INSIDE. Para maiores informações sobre a agenda e inscrições, acesse o site do evento.

Cidades conectadas: Prefeitura do Rio vai monitorar redes sociais durante 44 eventos pré-Olimpíadas