Transportes: Moovit registra aumento de uso de 40% durante paralisação dos caminhoneiros

O Moovit (Android, iOS), aplicativo que traça rotas em transportes públicos em grandes cidades, registrou um crescimento de 40% no volume de sessões na última quinta-feira, 24, durante a paralisação dos caminhoneiros, em comparação com o mesmo dia da semana passada. Por sua vez, a quantidade de downloads diários aumentou cerca de 20%.

A greve dos caminhoneiros provocou falta de combustíveis nos postos de gasolina do Brasil inteiro, o que levou mais gente a recorrer aos modais de transporte público. Ao mesmo tempo, empresas de ônibus precisaram reduzir a quantidade de veículos nas ruas também por causa da falta de combustível nas grandes cidades, o que levou ainda mais gente a acessar um app como o Moovit em busca de informações.

De acordo com o country manager do Moovit no Brasil, Pedro Palhares, as funcionalidades mais utilizadas nestes dias atípicos foram planejamento de viagens e visualizações de linhas disponíveis em um ponto. O próprio Palhares fez um teste na manhã desta sexta-feira, 25, em um ponto de ônibus no bairro da Lagoa, no Rio de Janeiro, e enviou uma imagem da tela do app: nela é possível constatar que das quatro linhas de ônibus que deveriam passar ali, apenas uma estava ativa, ou seja, com veículos circulando naquela momento. À tarde, o mesmo teste foi realizado em um ponto de ônibus no centro do Rio e havia apenas quatro linhas circulando, de um total de 15 que deveriam passar por ali. Isso dá a dimensão do impacto da paralisação dos caminhoneiros sobre o transporte público no Rio de Janeiro.

Transportes: Moovit registra aumento de uso de 40% durante paralisação dos caminhoneiros