Mensageria: Google muda estratégia em mensageria e concentra esforços no RCS

O Google alterou sua estratégia nas plataformas de troca de mensagens. Em entrevista ao site The Verge, Anil Sabharwal, o executivo que lidera o time de chat messaging da companhia californiana, revelou que os esforços de seu time serão focados no desenvolvimento da solução Rich Communications Service (RCS).

Com a nova estratégia, Sabharwal explicou à publicação que os esforços com o Google Allo serão colocados de lado, por enquanto. Vale lembrar, o Allo surgiu junto com o Duo em outra estruturação no messaging da empresa, quando a plataforma Hangouts passou para a estratégia de produtos corporativos do Google (G-Suite). Em sua história, o Allo – um app de troca de mensagens com auxílio de inteligência artificial – não chegou aos 20 milhões de downloads na Google Play e está na posição 129 de mensageria na App Store.

Com o RCS, o Google espera combater de frente rivais como WhatsApp e iMessage, uma vez que a plataforma une a rápida troca de mensagens SMS e a interatividade dos apps de mensageria em um único lugar. Diferente das plataformas de Facebook e Apple, o RCS tem amplo apoio das operadoras, pois representa a evolução do SMS, que passará a ter uma interface multimídia, viabilizando uma série de novos serviços A2P. Além do mais, a outra vantagem é que as teles não precisam realizar um investimento em sistemas de RCS. Na verdade, a princípio, sequer vão precisar pagar pelo uso do Jibe Hub para o Google, ao menos por enquanto, já que a expectativa é que elas comecem a realizar testes gratuitos com serviços A2P por até 12 meses, informa uma fonte.

Atualmente 55 firmas de telecomunicações fazem parte da aliança chamada de “Universal Profile”, o grupo que organiza o uso do RCS no mundo via GSMA. Além deles, 11 fabricantes de dispositivos estão presentes no grupo, além da Microsoft, outra desenvolvedora de sistema operacional, ao lado do Google.

Na visão de Sabharwal, o RCS estará bem posicionado tecnologicamente até o final do ano e, na metade de 2019, estarão em “algum lugar com uma grande parcela dos usuários que possam usar a tecnologia”. Entre os locais que Sabhawal prevê mais avanço da solução estão Europa e América Latina.

O RCS não é um “killer-app” de messaging, mas um conjunto de ferramentas que pode ser incorporado em um app. O Google já o fez no Android Messages, o aplicativo padrão de mensageria do sistema operacional (OS) do Google.

Mensageria: Google muda estratégia em mensageria e concentra esforços no RCS