Inteligência artificial: Comet.ml quer ser o Github da inteligência artificial

Uma nova companhia nova iorquina quer fazer para a inteligência artificial o que a GitHub fez para o software. A Comet.ml é uma empresa que lançou nesta quinta-feira, 5, um serviço que permite a desenvolvedores e cientistas de dados compartilhar, comparar, monitorar e adaptar soluções de aprendizado de máquina (na tradução em inglês, machine learning) em uma comunidade própria.

Ao TechCrunch, o CEO e cofundador da plataforma, Gideon Mendels, disse que apenas durante a fase de testes beta da Comet.ml, 500 cientistas de dados se inscreveram no serviço. Ao todo, esses profissionais adicionaram mais de 6 mil modelos de trabalho.

Participante do programa de aceleração da Amazon, o Amazon Alexa Accelerator, a Comet.ml angariou recentemente US$ 2,3 milhões em uma rodada de investimento capitaneado por Triology Equity, Two Sigma Ventures, Founders Co-Op, Fanthom Capital e Techstars Ventures.

Com a Comet.ml, um cientista de dados ou desenvolvedor tem acesso a um painel para desenvolver soluções de aprendizado de máquina em qualquer linguagem ou biblioteca de machine learning, seja Java, Keras, TensorFlow, Pytorch, Sickit ou Theano.

A plataforma é gratuita para acadêmicos. Para pessoas comuns é possível criar um projeto privado de graça e quantos projetos públicos quiser, sem pagar. Por outro lado, a solução para profissionais (com 5 projetos privados) custa US$ 49 por mês; e para a opção para equipe de empresas (projetos público e privados ilimitados) a mensalidade é de US$ 149.

Inteligência artificial: Comet.ml quer ser o Github da inteligência artificial