Black friday: 41% dos usuários pesquisarão preços na Black Friday com tablets ou smartphones

O mobile terá papel importante na Black Friday brasileira para os consumidores, uma vez que 41% deles disseram que pretendem usar smartphones ou tablets para fazer pesquisas de preços. É o que revela um levantamento feito pelo Mercado Pago com seus usuários e vendedores. Outra descoberta da mesma pesquisa: 64% dos entrevistados disseram que estarão conectados à web durante o dia 24 de novembro, o dia da Black Friday, para ir às compras.

Não à toa que 60% consumidores responderam que pretendem comprar algum produto neste dia, e 70% dizem que esperam comprar se acharem alguma promoção válida. Entre os produtos mais desejados estão dispositivos de telefonia e celulares (39%) e os equipamentos de informática (35%). Na pesquisa do ano passado, 42% dos entrevistados tinham a intenção de comprar aparelhos celulares e de telefonia e 36% de informática.

Embora o cenário pareça positivo para o comércio, com uma expectativa de tíquete médio de até R$ 1 mil, 40% dos consumidores acreditam que os preços ofertados na Black Friday são maquiados pelas empresas. A pesquisa foi realizada em setembro. Ao todo, 1 mil pessoas foram ouvidas entre vendedores e consumidores do Mercado Pago.

Vendedores

Entre os vendedores, 100% disseram que pretendem divulgar seus descontos no Facebook. Entre os principais atrativos que pretendem oferecer estão o parcelamento mais longo e sem juros, além de descontos entre 40% e 50% e frete grátis.

Black friday: 41% dos usuários pesquisarão preços na Black Friday com tablets ou smartphones