Assistentes virtuais: Bixby é ativada em 200 países, incluindo o Brasil

A Bixby, assistente virtual da Samsung presente nos smartphones S8 e S8+, foi atualizada e teve o seu recurso de comando de voz ativado para mais de 200 países, incluindo o Brasil, nesta terça-feira, 21. Até então, para os usuários desses smartphones fora dos EUA e da Coreia do Sul, a Bixby funcionava apenas como uma agregadora de sugestões de conteúdos e notificações – algo bem parecido com o que faz o Google Launcher, com um layout de cartões. A partir de agora, os donos de S8 e S8+ podem também conversar com a Bixby com comandos de voz, mas por enquanto apenas em inglês ou coreano. Outras línguas serão adicionadas em breve.

Ao atualizar a Bixby, o usuário seleciona uma das línguas disponíveis (inglês ou coreano). Em seguida, é convidado a gravar uma senha vocal para passar a desbloquear o seu aparelho, que pode ser uma palavra com duas a quatro sílabas. Em seguida, a Bixby pede que a pessoa diga “Hi Bixby” algumas vezes e pede que leia em voz alta uma série de frases na língua escolhida para aprender o seu sotaque.

Feito isso, a Bixby passa a ser acessível dizendo “Hi Bixby” em qualquer tela do aparelho ou pressionando uma tecla lateral dedicada a ela, presente no S8 e no S8+. A assistente é capaz de realizar mais de 3 mil ações via comando de voz. Ela está integrada a diversos aplicativos do sistema que vêm embarcados nos aparelhos, como câmera, galeria de imagens, discador de telefone, lista de contatos, configurações, relógio, calendário, email, Samsung Health etc. Também está integrada com alguns apps de terceiros, embora ainda em caráter de teste, como WhatsApp, Instagram, YouTube, Facebook Messenger, Twitter, Tumblr, Google Play e outros. Para acessar um app, basta dizer “open”, seguido do nome do app, e depois da ação que se deseja realizar. Por exemplo: “Open WhatsApp and send a message to my wife” (abra o WhatsApp e envie uma mensagem para a minha esposa”).

Ao contrário do Google Assistente, que abre uma conversa em tela inteira quando acionado, a Bixby aparece no formato de uma janela de pop-up que ocupa um pequeno espaço na parte debaixo da tela. Essa janela desaparece depois de realizada a ação solicitada.

A Bixby é uma ferramenta de inteligência artificial, dotada de mecanismos de aprendizado de máquina (machine learning). Isso significa que ela aprende e melhora seu desempenho conforme vai sendo usada. Para estimular sua utilização, a Samsung adotou um sistema de “gameficação”, em que premia os usuários com “pontos de experiência” a cada interação diferente bem-sucedida com a Bixby. Esses pontos depois poderão ativar novos elementos visuais na Bixby e dar direito a participar de promoções especiais.

Análise

A Samsung entrou neste mercado de assistentes virtuais atrasada em relação a outras gigantes da tecnologia. Ela está vindo depois de Google, Apple, Amazon e Microsoft. O Google tem a vantagem de ter seu assistente disponível em qualquer aparelho Android – são mais de 2 bilhões no mundo. Tanto Google quanto Amazon têm seus assistentes também vendidos no formato de produto físico, como assistentes residenciais – Google Home e Amazon Echo. A Apple lançará a sua versão física neste mês. Mas a Samsung tem a seu favor o fato de ser a maior fabricante de smartphones do mundo, o que lhe dá escala. Além disso, pode construir uma assistente bem integrada com o seu hardware e o primeiro exemplo disso é a inclusão de um botão físico lateral exclusivo para acesso à Bixby. Por outro lado, precisa correr na adição de outras línguas antes que o Google Assistente conquiste os usuários de smartphones Android da própria Samsung.

Assistentes virtuais: Bixby é ativada em 200 países, incluindo o Brasil