Estratégia: Tim Cook desmente Trump sobre fábricas da Apple nos EUA

O CEO da Apple, Tim Cook, não confirmou a construção de três fábricas da empresa nos Estados Unidos. As novas plantas da fabricante de iPhones e iPads haviam sido infromadas na semana passada pelo presidente norte-americano, Donald Trump. No entanto, Cook disse que prefere apoiar a economia local de outras formas.

“Ajudamos a criar 2 milhões de empregos nos EUA. Como uma grande companhia que desenvolveu suas tecnologias aqui, nós temos a responsabilidade de aumentar a economia e os empregos”, respondeu o executivo da Apple, durante  conferência com analistas financeiros nesta terça-feira, 1º.

“Se você olhar, temos três categorias que contribuem com a economia e a formação de empregos no país: desenvolvimento de aplicativos, compra de US$ 50 bilhões em bens e finalidades de fornecedores dos EUA no ano passado, e dois terços dos nossos funcionários trabalhando aqui. Estamos muito felizes com isso”, completou.

VPN

O principal executivo da Apple falou sobre a retirada dos aplicativos de conexão remota virtual (VPN) da App Store na China. Ele explicou que cumpriu a normativa do governo chinês, que pede a retirada de aplicativos não licenciados de VPN no país. E frisou que este caso é “bem diferente” da disputa pela proteção de dados de seus usuários norte-americanos no ano passado. Para ele, a lei dos EUA estava a seu favor e de seus consumidores naquela ocasião, enquanto que, na retirada dos apps, deve cumprir as normas chinesas.

Estratégia: Tim Cook desmente Trump sobre fábricas da Apple nos EUA