Pesquisa: Apenas 61% dos gestores brasileiros têm confiança na proteção de dados de seus clientes

A proteção de dados é algo vital nos dias atuais para garantir a tranquilidade de consumidores comuns, marcas e empresas. No entanto, apenas 61% dos tomadores de decisão da área de tecnologia da informação no Brasil estão confiantes em proteger seus dados em uma eventual tentativa de invasão. De acordo com a pesquisa encomendada pela Gemalto junto a Vanson Bourne, o percentual está abaixo do Oriente Médio (66%) da África do Sul (84%), que lidera o levantamento. Ainda assim, a confiança dos brasileiros é mais forte que a dos indianos (49%) e dos norte-americanos (42%).

Ao todo, os entrevistadores escutaram 1.050 gestores, sendo 100 do Brasil. No recorte global, 32% revelaram que suas companhias não criptografam informações de pagamentos de seus clientes e 35% não protegem os dados deles. Mais preocupante ainda é o fato de 55% dos gestores não saberem em qual local estão armazenados os dados sensíveis.

Quando os tomadores de decisão falaram sobre a origem dos dados coletados de seus clientes, 62% da totalidade global dizem que recolhem nas lojas (pessoalmente); 65%, via e-mail; 68%, em sites; 46%, com apps; 43%, em redes sociais; 41%, em dispositivos ligados à Internet das Coisas (IoT); 57%, em ligações telefônicas; e 51%, por correspondência. No futuro próximo, 36% esperam coletar mais dados de IoT; 32%, de apps e redes sociais; 23%, de e-mails; 20%, de correios e websites; 19%, por ligação; e 18%, em lojas.

Realizada entre abril e maio com executivos de Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Índia, Japão, Austrália, Brasil, Países Baixos, Oriente Médio e África do Sul, a análise revelou outro problema: 53% das empresas não estarão aptas para a Regulamentação Geral Sobre Proteção de Dados (GDPR na sigla em inglês) da Comunidade Europeia em 2018. A norma pede a implementação de tecnologias como criptografia e autenticação de duplo fator a partir do próximo ano e deve ser replicada para países que fazem relacionamento com clientes no continente.

Pesquisa: Apenas 61% dos gestores brasileiros têm confiança na proteção de dados de seus clientes