Segurança: Golpe com cupom falso do Uber já roubou dados de 40 mil pessoas

Mais de 40 mil pessoas foram afetadas por um novo golpe que envolve o WhatsApp e a Uber. De acordo com a Eset, empresa de segurança que identificou a fraude, um falso cupom com a descrição “R$ 100 de crédito – Uber” está sendo veiculada em mensagens para os usuários do aplicativo de conversação.

Como funciona o golpe

A ação criminosa funciona com o usuário clicando no falso voucher. A partir daí, a vítima é direcionada para uma página igualmente falsa da Uber que pede seus dados pessoais (nome completo, CPF, telefone e dados do cartão de crédito). Ao finalizar, o phishing – como é conhecida essa modalidade de ataque cibernético – dá como informação que o cadastro foi completado com êxito e que os R$ 100 estão disponíveis para uso. No entanto, o usuário descobre ao abrir seu aplicativo de corridas que não recebeu o crédito.

Defesa

A Eset explica que para evitar esse tipo de golpe, o usuário deve ter soluções proativas de proteção para alertá-lo sobre phishing, como antivírus com antiphishing, por exemplo. Além disso, deve ter bom senso no acesso à web, como não fornecer dados pessoais em páginas oferecidas aletoriamente; e desabilitar o carregamento automático de conteúdo externo.

Segurança: Golpe com cupom falso do Uber já roubou dados de 40 mil pessoas