Acessórios conectados: Varejo mundial foi abastecido com 102,4 milhões de wearables em 2016

O mercado de dispositivos vestíveis cresceu 25% em 2016. De acordo com análise da IDC, a quantidade de wearables enviados ao varejo mundial alcançou 102,4 milhões. O crescimento do segmento se deu pela entrada de novos players e pelos fabricantes líderes terem atualizado seus portfólios.

A Fitbit continua sendo a principal empresa do segmento. Com 22,5 milhões de dispositivos enviados no ano passado, ela teve um crescimento de 2,4% e respondeu por 22% do mercado de wearables, em especial pelo domínio das vendas nos Estados Unidos. Contudo, precisa prestar atenção à saturação de pulseiras fitness naquele país. A Xiaomi aparece na segunda posição com 15,7 milhões de unidades, um aumento de 31%. A empresa chinesa terminou 2016 com 15,4% do market share devido seus produto fitness de baixo custo, como a pulseira Mi Band 2.

A Apple aparece em terceiro com queda de 7,6% no envio de dispositivos vestíveis em 2016. Foram 10,7 milhões de unidades enviadas ao varejo. Com isso, a empresa norte-americano passou a ter 10,5% do segmento, ante 14,2% em 2015. Ainda assim, a IDC vê com bons olhos a atualização do Apple Watch realizada no ano passado, com inclusão de GPS e novos modelos para atrair o público. Logo abaixo da Apple aparece a Garmin com 6,1 milhões de unidades enviadas, um crescimento de 5,4% ante 2015. Com 5,9% de market share, a firma mantém o foco no público fitness.

E fechando o ranking dos cinco principais fabricantes está a Samsung, com 4,3% de participação no segmento, ou 4,4 milhões de unidades enviadas, o que representa crescimento de 38,6% na comparação ano a ano. A principal vantagem da companhia sul-coreana é a abertura de negociações com operadoras de telefonia para vender seu relógio inteligente Gear S3 com conectividade 4G.

A IDC chama a atenção para o crescimento de outras companhias em 2016, como a Fossil e suas submarcas BBK e Li-Ning. E destaca a chegada de outros tipos de wearables, como os fones de ouvido inteligentes, que alcançaram 1% dos envios de 2016.

Acessórios conectados: Varejo mundial foi abastecido com 102,4 milhões de wearables em 2016