Infraestrutura: Easy e Gemalto usarão app dos taxistas para monitorar qualidade das redes celulares

A Easy e a Gemalto firmaram uma parceria para a oferta de um serviço de monitoramento e avaliação da qualidade da experiência do usuário móvel para as operadoras celulares. O aplicativo da Easy para taxistas recebeu uma atualização no fim do ano passado na qual foi incluído um SDK desenvolvido pela Gemalto que coleta, de maneira transparente, dados geolocalizados sobre as redes móveis, como a qualidade de sinal por tecnologia (2G, 3G, 4G), além de diversos outros parâmetros, que são enviados para um servidor da Gemalto armazenar e gerar análises. Esses dados poderão ser vendidos para as teles em formato de relatórios ou através de acesso a um painel na web – o formato exato e o modelo de negócios ainda estão em negociação com as operadoras. Easy e Gemalto são sócias no projeto, ou seja, compartilham a receita que for gerada.

150 mil dos mais de 400 mil taxistas da Easy já estão com o aplicativo atualizado. A coleta de dados não é feita simultaneamente com todos, mas por meio de amostras com validade estatística. Além disso, nesta primeira fase, a coleta está sendo feita de maneira escalonada, aumentando a quantidade de dados gradativamente. “A solução foi pensada para causar o mínimo possível de impacto na memória do aparelho e no plano de dados do taxista. É praticamente imperceptível para o motorista”, relata Henry Trejgier, da Gemalto.

Em uma segunda fase, será possível realizar testes ativos, em que o cliente, no caso, a operadora, encomenda a verificação de certas funcionalidades em sua rede, como a velocidade para subir e baixar arquivos etc. Neste caso, serão consideradas algumas condições, para não atrapalhar o trabalho do motorista – por exemplo, testes só aconteceriam enquanto o táxi estiver tripulado, para não correr o risco de se perder uma corrida.

A solução de monitoramento através do app de taxistas é mais barata e mais abrangente do que os tradicionais “drive tests” que as operadoras costumam contratar para medir a qualidade de suas redes, afirma o executivo da Gemalto.

Para a Easy, além de uma nova fonte de receita, a parceria lhe dará também informações sobre o uso de apps de concorrentes pelos seus motoristas. Será possível acompanhar, por exemplo, o volume de dados trafegado por cada app, o que pode indicar qual app está sendo mais usado.

Inicialmente a parceria está em operação no Brasil, mas poderá ser expandida para outros países da América Latina onde a Easy atua. Este é o primeiro acordo do gênero firmado pela Gemalto com um app no mundo para medir a qualidade da experiência em redes móveis. Até então a empresa oferecia serviços com base em aparelhos instalados em locais fixos e de grande movimento de pessoas.

Vale lembrar que a 99, principal concorrente da Easy, tem uma parceria similar com a brasileira WebRadar. A proposta é a mesma: coletar dados a partir dos smartphones dos motoristas para gerar informações sobre as redes das operadoras.

Infraestrutura: Easy e Gemalto usarão app dos taxistas para monitorar qualidade das redes celulares