Lojas de aplicativos: Receita mundial dentro de apps alcança US$ 500 milhões no Natal

Entre os dias 24 e 26 de dezembro, a receita mundial dentro de aplicativos foi de US$ 500 milhões, o que repesenta um crescimento de 52% em comparação com o Natal de 2015, quando foram registrados US$ 330 milhões, pelos cálculos da Sensor Tower. Os números valem apenas para vendas de bens virtuais e assinaturas de conteúdo digital. Não estão incluídas as receitas com venda de mercadorias físicas por apps de comércio móvel, cabe ressaltar.

A categoria de games foi responsável por 88% da receita mundial nesse período, ou US$ 439 milhões, tendo registrado um aumento de 52% em um ano (foram US$ 289 milhões no Natal de 2015). Os cinco títulos mais rentáveis na categoria de games nesse período foram Clash Royale, Monster Strike, Clash of Clans, Pokémon Go e Fate/Grand Order. Note-se a ausência do Super Mario Run, apesar do seu lançamento mundial para iOS poucas semanas antes.

Apps das demais categorias representaram juntos US$ 61,2 milhões de receita no mundo durante o Natal, o que correspondeu a um crescimento de 48% em relação ao ano anterior, quando geraram US$ 41,3 milhões. Os cinco títulos que lideraram o ranking foram Line, Netflix, Tinder, HBO Now e Pandora, uma lista bem diversificada, com um app de mensagens, dois de streaming de filmes e séries, um de streaming de música e um de relacioanmento.

EUA

A Sensor Tower destaca o fato de a Google Play estar crescendo mais rapidamente em receita que a App Store nos EUA. Na comparação entre os dois Natais, a loja do Google aumentou sua receita in-app em 66%, passando de US$ 38 milhões para US$ 63 milhões. No mesmo intervalo, a App Store registrou aumento de 18%, subindo de US$ 83 milhões para US$ 98 milhões.

Brasil

No Brasil, de acordo com a mais recente pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre uso de apps no Brasil, 47,8% dos internautas brasileiros com smartphone já realizaram compras dentro de aplicativos e 40,1% declaram assinar algum serviço de entretenimentoi móvel. Os serviços de entretenimento móvel pago mais populares no País de acordo com a pesquisa são Netflix e Spotify.

Lojas de aplicativos: Receita mundial dentro de apps alcança US$ 500 milhões no Natal