Inteligência artificial: Teles vão integrar seus sistemas a assistentes virtuais e chatbots, prevê Amdocs

Nos EUA, estão se popularizando equipamentos de gerenciamento de automação residencial através de comandos por voz, como o Amazon Echo, da Amazon, e o Google Home, da Google. Em breve, as operadoras de telecomunicações estarão integradas a esses assistentes virtuais, assim como a chatbots dentro de aplicativos de mensageria, como o Facebook Messenger. Isso permitirá aos consumidores a troca de planos e a contratação de serviços com maior rapidez e comodidade.

Esse futuro é previsto pela Amdocs, fornecedora de plataformas para as operadoras. A mais nova versão do seu sistema de gerenciamento de experiência do usuário, a CES 10.1, traz entre as suas novidades a integração com assistentes virtuais da Amazon, do Facebook e do Google, junto com uma ferramenta de aprendizado de máquina que facilita a sugestão automática de planos e serviços de acordo com o histórico do usuário com a sua operadora.

“Transformamos o big data das operadoras em inteligência artificial”, diz Renato Osato, vice-presidente da Amdocs no Brasil.

O executivo dá alguns exemplos de ações que serão possíveis com a integração entre os sistemas das operadoras e assistentes virtuais e chatbots. Se o cliente for viajar para o exterior, ele poderia solicitar um plano de roaming internacional através do Google Home, em sua casa. O aparelho entraria em contato com a operadora móvel do usuário e a plataforma CES verificaria os dados do cliente e devolveria uma sugestão de plano de roaming, que poderia ser contratado com um simples “sim” do consumidor em seguida. A adição de dependentes a um plano também poderia ser feita desta forma. Outra possibilidade é a contratação de planos fragmentados, por dia de uso. “Digamos que você esteja vendo um filme em 4K e a banda não seja suficiente. Você poderia mudar para um plano com mais banda por apenas um dia, adicionando isso à sua fatura”, sugere.

A Amdocs tem hoje mais de 50 parceiros conectados à sua plataforma, incluindo alguns motores de processamento de linguagem natural. “A força do digital está na diversidade. É um ecossistema”, argumenta Osato. “A Amdocs está abraçando a ideia da transformação digital das teles e a adoção de sistemas na nuvem”, complementa. Dentro dessa estratégia, a empresa quer estimular as teles e ajudá-las na construção de APIs para agilizar a criação de serviços, facilitando a integração com ferramentas de terceiros, como os referidos assistentes virtuais.

Inteligência artificial: Teles vão integrar seus sistemas a assistentes virtuais e chatbots, prevê Amdocs