Marketing: Mobile precisa ser mais simples e respeitar decisão do consumidor, dizem especialistas

A criação de ações publicitária por meio de tecnologias mobile precisam “ser mais simples” para alcançar o consumidor. “Entendemos que o mobile é a maneira que as pessoas vão se conectar à Internet. Portanto, nós representantes de marcas, precisamos pensar o mobile diferente”, disse Stella Guillaumon, diretora de vendas da AOL.

O tema foi bastante debatido nesta terça-feira, 22, durante o evento IAB Mobilidade 2016, em São Paulo, que discutiu o futuro da publicidade móvel no Brasil. Para os especialistas, a forma de se relacionar com os clientes é vital para as empresas entenderem o setor.

“Se você não souber como embalar, como fazer e como entregar, não adianta de nada trabalhar com o mobile”, disse Maria Lúcia Antonio, diretora de marketing e comunicação da Fiat. “A forma é o novo conteúdo”.

Antes de a executiva da montadora falar à plateia, o assunto foi tratado por Leon Kulikowski, especialista em mobilidade da Adobe. Para ele, existem várias maneiras de interagir com o usuário, como envio de mensagens SMS e notificação Push. Mas, no fim das contas, a experiência do usuário é o principal ponto. “Não somos nós, como marca, que vamos definir quando interagir, mas o consumidor. Ainda assim, nós precisamos estar preparados para o momento que ele tem interesse em interagir com a marca”, completou.

 

Marketing: Mobile precisa ser mais simples e respeitar decisão do consumidor, dizem especialistas