Economia: Brasil é o 63º país mais conectado do mundo

O Brasil é o 63º país mais conectado do mundo, de acordo com o índice de desenvolvimento de tecnologias da informação e comunicação (IDI, na sigla em inglês) de 2016, elaborado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT). A pontuação do Brasil foi de 5.99, em uma escala de 0 a 10. Para efeito de comparação, a média mundial é 4.94. O país que lidera o ranking, pelo segundo ano consecutivo, é a Coreia do Sul (8.84). Em último lugar está Niger (1.07), de um total de 175 países avaliados.

O IDI leva em conta 11 fatores, dentre os quais: quantidade de linhas de telefonia fixa em serviço por 100 habitantes; quantidade de linhas móveis em serviço por 100 habitantes; proporção de residências com computador; proporção de residências com Internet; proporção de indivíduos que acessam a Internet; quantidade de conexões de banda larga fixa por
100 habitantes; e quantidade de conexões de banda larga móvel por 100 habitantes.

Em comparação com 2015, o Brasil ganhou duas posições, subindo 0.27 ponto. Trata-se de um avanço acima da média mundial, que cresceu 0.2 ponto em um ano. Na América Latina, há três países à frente do Brasil: Uruguai, com 6.79 pontos, na 47ª posição; Argentina, com
6.52 pontos, em 55º lugar; e Chile, com 6.35 pontos, em 56º.

Segundo a UIT há uma relação direta entre conectividade e desenvolvimento econômico. De maneira geral, quanto mais desenvolvido economicamente é um país, melhor a sua pontuação no IDI.

Mobile

Mundialmente, a telefonia celular é disparado o serviço de comunicação com maior penetração, beirando 100% da população. Cabe ressaltar, contudo, que muitas pessoas têm múltiplas linhas e devices, o que puxa para cima esse índice. O número real de usuários móveis únicos é menor. Em países emergentes onde há dados disponíveis sobre o tema, a UIT informa que cerca de 20% da população, em média, não possui um telefone celular. A maioria são jovens entre 5 e 14 anos, ou idosos, acima de 74 anos. Entre aqueles com 15 a 74 anos, 85% possuem telefones móveis em países em desenvolvimento.

As redes móveis cobrem 95% da população mundial. Se considerado especificamente redes de banda larga móvel (3G e 4G), a cobertura alcança 84% da população.

Economia: Brasil é o 63º país mais conectado do mundo