Artigo: Sabemos qual Pokémon você realmente quer pegar

Diz a lenda que o Pokémon mais poderoso reside na região da Califórnia. Ele foi avistado algumas raras vezes na área do Vale do Silício, mas as tentativas para capturá-lo foram inúteis. Até mesmo os treinadores mais experientes não conseguiram parar esse monstrinho invencível. Fala-se que a criatura tem a chave de todo o universo Pokémon, talvez pode até mesmo recriá-lo. O nome? AR-izard. E ele não habita apenas o mundo do Pokémon Go.

O outro nome para o AR-izard é Realidade Aumentada, e ela está transformando todo o mercado, como já demonstrado pela enorme popularidade do Pokémon Go. De acordo com os números mais recentes, o jogo faturou US$ 200 milhões apenas em seu primeiro mês. Pokémon Go levou milhares de pessoas do mundo todo a explorar seus ambientes em busca das criaturas virtuais. Confira este vídeo e veja esse novo fenômeno cultural.

Isso mostra que as pessoas apreciam o conceito de Realidade Aumentada, permitindo que os mundos real e virtual se sobreponham. Ela oferece novas possibilidades, retirando os limites físicos e dando uma sensação convincente de realidade aos serviços e jogos digitalizados. O sucesso do jogo levou a Apple a começar a fazer planos para investir na tecnologia, enquanto a Electronic Arts declarou que se sente “energizada” pelo crescimento extraordinário do Pokémon Go. Evidentemente, os gigantes da tecnologia que não conseguirem inovar e implementar produtos e serviços de RA correm o risco de ficar para trás, especialmente pelo fato da RA e da RV (Realidade Virtual) estarem preparadas para faturar US$ 150 bilhões até 2020.

No entanto, a Realidade Aumentada não está tendo um impacto apenas sobre o Pokémon e os jogos de celular. Ela também pode mudar nossas vidas para a melhor.

Com a ascensão do comércio eletrônico, algumas pessoas questionaram o futuro das lojas. Com a opção de comprar qualquer coisa pelo celular ou tablet, existe realmente a necessidade do lojista conduzir seus negócios em uma loja física? A Realidade Aumentada, porém, pode melhorar a experiência do cliente dentro de uma loja, conectando os serviços digitais e o ambiente físico do lojista. A tecnologia pode ajudar a melhorar a fidelidade dos clientes, permitindo-lhes “capturar” cupons visuais e pontos de fidelidade, melhorando, assim, os níveis de envolvimento do consumidor. As lojas de varejo futurísticas podem ter grandes recompensas ao fundir os mundos físico e digital perfeitamente.

A Realidade Aumentada também pode tornar as metrópoles mais atraentes para turistas e moradores. Imagine caminhar por sua cidade e ver informações virtuais exibidas no seu celular (ou até mesmo em smart glasses). Os para-brisas dos carros poderiam exibir informações de mapas para que você não se perca, e esses avanços tecnológicos podem até ajudar a incentivar a boa cidadania, recompensando, por exemplo, as pessoas que reciclarem com um ‘”troféu cívico” holográfico.

O jogo Pokémon Go tem incentivado os jovens a saírem e andarem por aí. Em consequência disso, é importante que os sistemas de transporte atendam essa geração que é digitalmente experiente e proporcione viagens conduzidas pela mobilidade. Felizmente, o progresso está sendo feito – um número cada vez maior de sistemas de transporte está oferecendo bilhetes móveis e trajetos digitais. Talvez você possa ver, no futuro, informações sobre o seu percurso através de um app de RA em seu telefone ou smart glasses ao entrar em uma estação do metrô.

Mas… precisamos pensar sempre na nossa segurança. Como já discutimos no artigo anterior, a desvantagem do Pokémon Go e da Realidade Aumentada é que as pessoas podem esquecer de se preocupar com a segurança das suas informações pessoais. É importante estar consciente do que está acontecendo ao seu redor o tempo todo. Por isso, é essencial que os criadores de software de RA levem essas questões em consideração e incentivem as pessoas a olhar ao seu redor regularmente.

Artigo: Sabemos qual Pokémon você realmente quer pegar