Balanço financeiro: Receita de dados móveis da Oi cresce 20,3% em um ano

A receita com serviços de dados móveis continua sendo uma das estrelas dos balanços das operadoras de telecomunicações. Não foi diferente no balanço da Oi do segundo trimestre deste ano. Embora a operadora tenha registrado, no geral, uma queda de receita líquida e um prejuízo de R$ 656 milhões, o segmento de dados móveis apresentou crescimento de 20,3% em receita quando comparado com o mesmo período do ano passado. Foram R$ 853 milhões de faturamento com esses serviços entre abril e junho, o que correspondeu a praticamente metade (49,1%) da receita total da empresa com clientes em mobilidade. Um ano atrás essa proporção era de 40,4%.

O bom desempenho em dados móveis é atribuído ao crescimento da base de aparelhos 3G e 4G na operadora, que já representam 63% da base, e da popularização dos smartphones. Consequentemente, aumentam as vendas de planos de dados da operadora.

Cabe ressaltar que dentro da receita de dados estão contidos tanto os planos de acesso à Internet móvel quanto o uso de SMS e a venda de serviços de valor adicionado (SVA). A Oi não discrimina em seu balanço cada uma dessas fontes de receita.

Balanço financeiro: Receita de dados móveis da Oi cresce 20,3% em um ano