Rio 2016: Tráfego do Tinder cresce 10% antes das olimpíadas do Rio

O tráfego do Tinder (Android e iOS) no Rio de Janeiro já subiu 10% em comparação com o ano passado. A média de matches (aprovações de perfis) na região é 15% acima da média mundial e deve aumentar mais com a chegada de mais usuários internacionais do Tinder na cidade para os jogos olimpícos, estima o diretor de marketing do Tinder, Andre Iorio.

Além do crescimento de acessos, os usuários cariocas do Tinder Plus – categoria premium do app – estão entre os dez que mais utilizam o Passport, uma funcionalidade que permite ao usuário utilizar geolocalização para avaliar e dar matches em usuários daquela determinada região. Em um ranking de 15 cidades, o Rio é a única brasileira da lista e aparece na sétima posição superando outras metrópoles como Sidney, Barcelona, Buenos Aires, Melbourne, Los Angeles, Auckland, Dublin e Roma. Lidera o ranking a cidade de Londres. Em seguida aparecem por Paris, Nova Iorque, Berlim, Moscou e Estocolmo.

O Tinder Plus custa R$ 26,63 por mês e libera acesso para opções como: voltar à última foto, desligar anúncios e enviar super likes, além da função Passport. A assinatura pode ser feita in-app.

Rio 2016: Tráfego do Tinder cresce 10% antes das olimpíadas do Rio