Pagamentos móveis: Swatch traz relógio de pagamento para o Brasil

A Swatch trouxe para o Brasil o Bellamy, seu primeiro relógio para pagamento sem contato, usando o padrão NFC para comunicação por aproximação. O produto conta com um elemento seguro fornecido pela OT associado a uma conta de cartão de débito pré-pago Visa emitido pela Brasil Pré-Pagos. Na prática, o relógio funciona como um cartão e pode ser carregado com crédito pelo site da Brasil Pré-Pagos na Internet. Para realizar pagamentos, basta aproximar o relógio de qualquer terminal de POS que aceite NFC – são mais de 2,5 milhões no Brasill. Quatro versões em cores diferentes do Bellamy serão vendidas a partir de julho no País ao preço de R$ 725 cada. Foram produzidas alguns milhares de unidades para o primeiro lote de venda no Brasil. Somente outros dois mercados tiveram o produto lançado até agora: Suíça e China.

O nome Bellamy foi inspirado no escritor norte-americano Edward Bellamy, que em 1888 escreveu o livro “Daqui a cem anos: revendo o futuro”, no qual previa um mundo sem dinheiro em papel ou moeda, relatou Carlo Giordanetti, diretor criativo da Swatch, durante a apresentação do produto nesta terça-feira, 5, no Rio de Janeiro.

“Estamos dando um novo passo nos meios eletrônicos de pagamento. O cartão não vai deixar de existir na minha geração, mas estamos observando a desconstrução dele em vários formatos, como o celular, ou os vestíveis, ou em relógios, como o Bellamy”, disse Percival Jatobá, vice-presidente da Visa no Brasil.

Tecnologia

Cabe ressaltar que o Bellamy não é um relógio conectado ou um “smart watch”. Ele não acessa a Internet e nem se comunica com o smartphone do dono. Mas dentro dele há uma antena NFC para a realização do pagamento por aproximação, além do elemento seguro instalado pela OT em seu centro de serviços em Cotia/SP. É o mesmo local onde é feita a personalização de cartões de crédito e de débito de vários emissores, explica Paollo Villasco, presidente da OT para América Latina.

Para pagamentos até R$ 50, basta aproximar o relógio da máquina de POS. Acima desse valor, é necessário digitar uma senha no terminal, que deve ter sido previamente registrada no site da Brasil Pré-Pagos. Ao contrário dos smartwatches em geral, o Bellamy não precisa ser recarregado recorrentemente: sua bateria dura por vários anos. Mas a validade do cartão de débito pré-pago embutido nele é de quatro anos. O acompanhamento do extrato pode ser feito pelo site ou pelo app da Brasi Pré-Pagos.

Pagamentos móveis: Swatch traz relógio de pagamento para o Brasil