Tecnologia: Aeroporto do Galeão é o primeiro da América Latina a ter app com navegação indoor

O aeroporto internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, instalou 3 mil beacons Bluetooth para auxiliar os 45 mil passageiros que transitam no espaço diariamente – no pico das Olimpíadas são esperados 90 mil por dia. Os equipamentos foram instalados a cada 30 metros em toda a área interna dos dois terminais do Galeão. Eles vão se comunicar com o recém-lançado aplicativo RIOgaleão (Android, iOS) para permitir navegação indoor e notificações por localização.

Os beacons fazem parte parte do plano de reestruturação do aeroporto, que consumiu R$ 2 bilhões em investimento até agora, dos quais R$ 650 milhões destinados a tecnologia, incluindo 600 novos pontos de acesso Wi-Fi, 100 Km de fibra óptica de rede interna, 800 câmeras e infraestrutura de data center. A solução com Wi-Fi e beacons fo desenvolvida pela HPE Aruba e o app contou com a parceria da Accenture.

São poucos os aeroportos do mundo que contam com aplicativo móvel próprio e menos ainda aqueles com uma infraestrutura de beacons para navegação pedestrial. Segundo Juan Carlos Urdaneta, da HPE Aruba, o Galeão é o primeiro aeroporto da América Latina a contar com essa tecnologia. Os beacons são pequenos e discretos. A maioria está instalada no teto do aeroporto, junto às luminárias.

Através do app, o usuário se localiza em um mapa com a planta do aeroporto e consegue traçar rotas para caminhar até guichês de companhias aéreas, lojas e restaurantes específicos. É necessário que o Bluetooth do aparelho esteja ligado para que o aplicativo possa se comunicar com os beacons.

Com os beacons, os administradores do aeroporto poderão analisar o fluxo de passageiros pelos corredores e saguões, monitorando o caminho que seguem dentro das instalações do Galeão, o que pode direcionar reformas futuras e realocamento de serviços.

A infraestrutura de beacons será usada também para o envio de mensagens promocionais baseadas na localização do visitante em tempo real, em associação com as lojas do Galeão.

Outras ferramentas

Além da navegação indoor, o app RIOgaleão traz uma série de outras ferramentas. Uma delas é o acompanhamento em tempo real do status de todos os voos previstos para decolar e pousar no aeroporto. O usuário pode seguir um ou mais voos e receber notificações sobre eles. Também é possível pagar o estacionamento através do aplicativo, escaneando o código de barras com a câmera e digitando os dados do cartão de crédito. Além disso, o Galeão oferece um suporte via chat pelo app que funciona das 7h às 22h, todos os dias da semana. O aplicativo está disponível em português, inglês e espanhol.

A administração do Galeão agora negocia com as companhias aéreas para integrar o check-in dentro do aplicativo do aeroporto. Não há nenhuma restrição tecnológica: a única barreira pode ser comercial, já que algumas companhias teriam resistência em dividir com o aeroporto essa parte do relacionamento com o cliente.

Wi-Fi

A rede Wi-Fi do Galeão conta hoje com 600 hotspots 802.11ac. Antes da privatização do aeroporto eram apenas 100 pontos de acesso, de modelos antigos que não permitiam o handover entre as células, ou seja, o acesso caía enquanto o passageiro caminhava ao longo dos corredores. A nova rede é acessada gratuitamente com um único clique, sem necessidade de cadastro. No futuro, porém, o aeroporto planeja solicitar algum tipo de informação pessoal, podendo ser talve o login via Facebook.

Fluxo

O Galeão recebe 17 milhões de passageiros por ano. No período das Olimpíadas são esperados 1,5 milhão de visitantes. A expectativa é de que esse fluxo anual suba para 30 milhões ao longo dos próximos anos. O aeroporto é administrado por um consórcio formado pela Odebrecht TransPort, Changi Airport International e Infraero.

Tecnologia: Aeroporto do Galeão é o primeiro da América Latina a ter app com navegação indoor