Pagamentos móveis: Zuum teve aumento de 100 mil clientes desde fevereiro

A Zuum (Android e iOS), carteira de pagamentos móveis da joint-venture da Vivo com a MasterCard, chegou aos 550 mil clientes cadastrados em abril, sendo que 100 mil deles passaram a usar o serviço de fevereiro de 2016 em diante. Além do aumento na quantidade de usuários, o valor médio de utilização mensal (tíquete médio) subiu 50% na comparação entre o primeiro trimestre de 2015 e o mesmo período em 2016, de R$ 380,03 para R$ 570,32.

Em entrevista exclusiva ao MOBILE TIME, Eduardo Abreu, CMO da empresa, revelou que embora a adesão para a empresa tenha aumentado com a campanha que disponibiliza R$ 5 de crédito no Bilhete Único na cidade de São Paulo, concedidos na compra do cartão pré-pago, 25% dos usuários não utilizam o crédito do transporte urbano paulistano.

Atualmente a distribuição de uso da Zuum entre dispositivos está em 90% para usuários com Android e 10% para iOS. Dos clientes ativos mensais, 120 mil deles usam não apenas o aplicativo do m-payment para controlar a conta, mas o cartão pré-pago.

Abreu ainda revelou a recarga do bilhete único, pagamento de cartão e a recarga de celular são os três serviços mais utilizados dentro do m-payment brasileiro. Contudo, ele não informou quanto cada função representa em proporção percentual dentro da plataforma.

‘Conta corrente moderna’

A joint-venture de pagamentos móveis da Vivo com a MasterCard lucra por meio de cobrança de taxas de R$ 1 por DOC e TED feitas dentro da plataforma e R$ 2,90 por saque realizado com o cartão nos caixas eletrônicos, um modelo de negócio similar aos bancos.

Questionado se pretende disputar com as instituições bancárias tradicionais, Abreu rechaçou a ideia. “Não somos concorrentes dos bancos, Zumm é uma conta corrente moderna”, disse o CMO. “Nós estamos em uma camada que eles (bancos) não querem atuar. Essa camada é composta por clientes de renda mensal mais baixa, com no máximo R$ 2,5 mil e R$ 3 mil em conta por mês”.

Por trás da Zuum estão tecnologias da operadora e da bandeira de cartões que buscam dar o requinte de modernidade ao serviço. Pelo lado da Vivo, foram inseridas utiliza notificações push para alertar clientes, sistema de geolocalização, USSD – opção de serviço de pagamentos móvel parecida com SMS – e presença dentro do aplicativo Meu Vivo.

Com a MasterCard vem toda a parte da tecnologia de cartões, além do sistema de fidelização por pontos ‘Surpreenda MasterCard’, que rende o dobro para os clientes do Zuum, em comparação aos clientes comuns de cartões de crédito, débito e pré-pago da bandeira.

A Zuum deve adotar em breve duas novas ferramentas para ampliar sua base de serviços. A primeira está “prestes a sair do forno”, segundo Abreu: trata-se da recarga por cartão de débito com API da MasterCard que deve entrar no app do m-payment ainda em 2016. Outra API, para débito em conta, está em estudo para ser usada por clientes corporativos.

Zuum para empresas

Abreu explicou que um dos principais objetivos para 2016 é o crescimento entre os clientes corporativos. Até o fim do ano, a Zuum pretende triplicar o número de empresas em seu portfólio. Atualmente, possui em sua carteira 200 firmas com mais de 30 mil funcionários.

O serviço empresarial do Zuum é usado em sua maioria por empresas de serviços e terceirizadas da Vivo com alta rotatividade entre seus colaboradores, como a companhia de call center Atento. Essas companhias utilizam os serviços de pagamento em folha da Zuum.  “Eu ajudo a reduzir o gasto com a folha e a reduzir o tempo de contratação de um profissional”, explicou o executivo.

Dentro de uma empresa, o cartão pré-pago é oferecido para a pessoa recém-contratada com intuito de ajudá-la com transporte e alimentação nas primeiras semanas de trabalho. Uma promotora da Zuum – que atua dentro da companhia – faz o cadastro dos novos entrantes e entrega o cartão. No dia seguinte, o dinheiro está disponível para o funcionário usar.

Crescimento por região

Por região, o acesso e utilização do Zuum no eixo Rio de Janeiro e São Paulo ainda é mais forte que no resto do País. Mas Abreu vê potencial de crescimento em outras capitais do País, como Vitória e Cuiabá. Recentemente, a Vivo Zuum lançou o serviço de recarga de bilhete único em Cuiabá (conhecido como cartão TEM) e ofereceu os mesmos R$ 5 de crédito de São Paulo. O CMO lembra que Cuiabá não possui mais cobradores e, com isso, a entrada do Zuum e seus 300 pontos de recarga devem ajudar no “aumento da capilaridade da recarga do bilhete na região”.

Pagamentos móveis: Zuum teve aumento de 100 mil clientes desde fevereiro