Comportamento: Pesquisa revela hábitos dos idosos brasileiros com smartphones

O idoso brasileiro está cada vez mais conectado e engajado no uso de Internet e de tecnologias móveis. É o que revela recente pesquisa realizada pelo Ericsson ConsumerLab. 60% dos brasileiros com idade entre 60 e 69 anos disseram que hoje estão usando muito mais as redes sociais do que um ano atrás. 60% disseram o mesmo em relação ao uso de comunicadores instantâneos. E 57%, sobre o hábito de pesquisar preços on-line. A pesquisa foi feita com 2,5 mil pessoas no Brasil, de 15 a 69 anos. Os dados destacados nessa matéria se referem somente ao grupo na faixa etária de 60 a 69 anos.

A penetração de smartphone entre os idosos brasileiros é de 40%. Dentro desse grupo, 40% afirmam usar algum serviço de comunicação instantânea móvel diariamente e 60%, semanalmente. Além disso, 16% fazem compras pelo dispositivo móvel pelo menos uma vez por mês – a pesquisa não determinou se são compras de bens físicos ou virtuais. E 13% realizam pagamentos pelo smartphone pelo menos uma vez por semana.

Geralmente é algum filho ou neto quem compra um smartphone, baixa os apps e realiza as configurações necessárias para o idoso utilizá-lo. “Há uma mudança de comportamento da sociedade em geral. Os idosos usam Skype, Facebook e outras ferramentas para se comunicar com as novas gerações”, comenta André Gualda, especialista do ConsumerLab. “Os idosos veem a inclusão digital como uma forma de melhoria de qualidade de vida. É uma maneira de ter mais diversão, de ver os filhos e netos mais frequentemente etc”, acrescenta.

A pesquisa também averiguou que 22% dos brasileiros entre 60 e 69 anos já fazem metade ou mais da metade de suas compras on-line. E 52% disseram que metade ou mais da metade das mensagens que enviam são via Internet, principalmente através de WhatsApp e Facebook. Por fim, 42% declaram que metade ou mais da metade de suas atividades bancárias são feitas via Internet.

Comportamento: Pesquisa revela hábitos dos idosos brasileiros com smartphones