Tablets: Vendas de tablets caíram 35% no Brasil no segundo trimestre

As vendas de tablets caíram 35% em número de unidades no Brasil durante o segundo trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram comercializados 1,271 milhão de tablets entre abril e junho de 2015 no País, de acordo com relatório divulgado pela IDC. Nesse número estão incluídos 34 mil laptops com tela destacável. As vendas por mês foram de 401 mil em abril; 421 mil em maio; e 446 mil em junho. A maioria dos modelos vendidos custavam abaixo de R$ 500.

Na comparação com o primeiro trimestre, a redução foi de 29%, o que é preocupante, já que o primeiro trimestre é tradicionalmente o pior do ano por não conter nenhuma data especial para o comércio, enquanto o segundo tri tem o dia das mães e o dia dos namorados.

A principal explicação para a queda nas vendas está na crise econômica que o Brasil atravessa e a consequente valorização do Dólar, o que afugentou do País diversos fabricantes que importavam seus tablets, aponta o analista Pedro Hagge, da IDC. Além disso, o produto em si perdeu apelo diante da popularização de smartphones com telas entre 5 e 6 polegadas.

A IDC projeta que serão vendidos 6,5 milhões de tablets no Brasil este ano (incluindo laptops com tela destacável). Se esse número for confirmado representará uma diminuição de 29% em relação a 2014, quando 9,5 milhões de unidades foram comercializadas.

Tablets: Vendas de tablets caíram 35% no Brasil no segundo trimestre