Localização: Apontador cria app de localização automática para grupos, o Findrix

O Apontador desenvolveu um novo aplicativo de localização, agora focado em grupos de amigos ou familiares para um acompanhamento automático de visitas a lugares pré-definidos por meio de mensagens (push ou SMS). Trata-se do Findrix (iOS), que passou por dois meses de teste na Austrália e na semana passada foi disponibilizado para o resto do mundo. Em breve será lançada a versão para Android.

“Outros aplicativos requerem que o usuário faça check-in. É o que chamamos de ‘location 1.0’. Com o Findrix trazemos um conceito novo: localização através de mensagens, mas sem check-in. O mapa passa a ser secundário e o check-in não é necessário”, explica Rafael Siqueira, CTO do Apontador.

O primeiro passo no uso do Findrix consiste em criar um grupo, tal como se faz no WhatsApp. Pode ser um grupo da família, com esposa e filhos. Ou outro com os amigos da academia, por exemplo. A adição das pessoas ao grupo é feita selecionado diretamente da agenda de contatos. Os escolhidos não precisam ter o app instalado – neste caso, receberão as comunicações via SMS. Depois de criado o grupo, o usuário define os lugares a serem acompanhados. Basta digitar o endereço ou, se for um ponto de interesse conhecido, procurar pelo seu nome. É definida uma cerca virtual com 200 metros de raio em volta do local, mas que pode ser facilmente ampliada no mapa, se for necessário, no momento do cadastro dos locais. No caso do grupo da família, seria natural cadastrar os endereços de casa, do trabalho e da escola dos filhos, por exemplo. A partir daí, sempre que um membro do grupo chegar ou sair dos locais informados, os demais participantes receberão uma notificação ou um SMS avisando. Isso é feito automaticamente, sem a necessidade de check-in pelo usuário. O Findrix evita também alarmes falsos. Não basta a pessoa passar por dentro da cerca virtual, o que poderia acontecer no caso de alguém dirigindo seu carro. É preciso ficar alguns minutos parado dentro dela para que a notificação de chegada seja enviada para os membros do grupo.

Há ainda um componente social. Dentro da página de cada grupo, além das mensagens automáticas de entrada e saída dos locais cadastrados, os membros podem enviar outras mensagens, com texto e fotos, ou mesmo com a sua localização atual. A interface acaba sendo parecida com a página de um grupo no WhatsApp.

O Findrix é gratuito para baixar e usar. A ideia da empresa é conquistar rapidamente uma grande base de usuários para, no futuro, integrá-lo com a sua plataforma de concierge móvel, o Resolve Chat, disponível por enquanto apenas em São Paulo. A meta é conquistar pelo menos 1 milhão de usuários do Findrix no mundo dentro de seis meses. Vale lembrar que o Apontador é uma empresa da Movile, que é dona também de outros serviços que envolvem logística e delivery, como iFood e Truckpad.

Austrália

O Apontador levou cerca de seis meses para desenvolver o Findrix. Siqueira explica a razão para a Austrália ter servido como mercado de teste antes do lançamento mundial: “A Austrália é tão social quanto o Brasil e fala inglês, a mesma língua dos EUA e da Inglaterra, outros mercados prioritários do Findrix. Escolhemos um país onde não tínhamos domínio: portanto, se funcionasse lá, daria certo nos demais. Fizemos os testes remotamente.”

O Apontador tem uma longa história de criação de serviços de localização. Ainda no começo dos anos 00 foi uma das pioneiras a testar localização por triangulação de antenas celulares, na época com a antiga operadora BCP, de São Paulo. “Conseguíamos mandar um SMS quando o usuário se aproximava de uma pizzaria, por exemplo. Mas o mercado ainda não estava preparado para isso. Nascemos 15 anos antes do mercado”, relembra Siqueira.

Localização: Apontador cria app de localização automática para grupos, o Findrix