Comércio móvel: Com app de fidelidade, China in Box quer dobrar volume de pedidos feitos on-line

A China in Box lançou recentemente um programa de fidelidade via aplicativo móvel, o Meu China in Box (Android, iOS), com o qual o consumidor acumula pontos a cada pedido de comida feito on-line. Hoje, dos 565 mil pedidos de delivery que a rede registra por mês nas 164 lojas que possui em 22 estados do Brasil, apenas 80 mil são feitos on-line. A grande maioria acontece por telefone. Com o lançamento do app, a expectativa da empresa é pelo menos dobrar a proporção feita on-line até o final do ano.

A diretora de marketing do grupo Trendfoods, que administra a rede de restaurantes de comida chinesa, Mary Kaidei, explica que o estímulo à migração dos pedidos para o canal on-line não se deve apenas a uma questão de custo: “O que buscamos não é somente uma relação de custo entre os dois canais. A experiência tem mostrado que quanto maior a captação de pedidos pela web, maior é o tíquete médio e menor é a quantidade de erros de pedidos. Além disso, temos uma relação mais lúdica com o consumidor e uma melhoria da operação na própria loja.”

No atendimento por telefone, cada loja possui o seu número telefônico. No caso do pedido on-line, o site direciona o pedido para a loja mais próxima. Através do app Meu China in Box é possível acessar a versão móvel do site de delivery da rede e fazer um pedido.

Quem se cadastrar no programa de fidelidade ganhará 50 pontos, o que dá direito a uma banana caramelada. Os pontos são vinculados ao CPF do consumidor e podem ser verificados também através de uma versão na web do programa de fidelidade, para quem não tiver smartphone. A divulgação do programa será feita através da Internet, no site da empresa e nas redes sociais, assim como nos pontos de venda.

A plataforma por trás do app de fidelidade é fornecida pela Hanzo. A China in Box não descarta estender o programa de fidelidade para as vendas dentro das lojas físicas no futuro, assim como adotar outras funcionalidades da plataforma, como o pagamento pelo app.

Comércio móvel: Com app de fidelidade, China in Box quer dobrar volume de pedidos feitos on-line