Banco móvel: Em cinco anos, mobile será o principal canal em 30% dos bancos do mundo

Dentro de cinco anos, em 30% dos bancos no mundo o mobile será o principal canal para a realização de transações financeiras por seus correntistas. É o que aponta uma pesquisa feita com executivos de 111 bancos de varejo de todos os continentes entrevistados pela unidade de inteligência de mercado da The Economist, a pedido da SAP. Hoje, apenas 12% dos bancos entrevistados disseram que o mobile é o seu canal principal. Agências e ATMs aparecem em primeiro lugar (54%), seguidos de PCs (24%), mobile (12%) e call center (10%). Daqui a cinco anos, a ordem será bem diferente: ATM e agências serão o principal canal segundo 35% dos entrevistados; seguidos por mobile (30%); PCs (26%); e call center (9%).

Questionados sobre o quão integrados esses quatro canais são hoje, 55% responderam que há uma relativa integração; 30%, que são gerenciados de maneira completamente independente; e 15%, que estão completamente integrados. Daqui a cinco anos o cenário mudará bastante: 75% acreditam que os quatro canais estarão completamente integrados; 18%, relativamente integrados; e apenas 7% acham que o gerenciamento continuará sendo independente para cada canal.

67% dos executivos classificaram que os canais on-line e móvel estão entre suas grandes prioridades e 24% disseram que são a maior prioridade. Apenas 8% responderam que não estão entre suas grandes prioridades.

Quando perguntados por que os canais on-line e móvel são uma prioridade, as razões principais foram: para manter a satisfação do cliente (52%); para ter um diferencial competitivo (51%); para não ficar atrás da concorrência (39%); e para cortar custos (38%). Neste caso era permitido dar mais de uma resposta.

Banco móvel: Em cinco anos, mobile será o principal canal em 30% dos bancos do mundo